Skip to content. | Skip to navigation

 
Home       
Acções do Documento

Balanço da Semana do Empreendedorismo

Dando seguimento à sua missão de promoção da inovação e do empreendedorismo, a OPEN, organizou com o apoio do Centimfe, da Rede IDT e das Câmaras Municipais da Marinha Grande e de Porto de Mós, a segunda edição da Semana do Empreendedorismo, que decorreu entre os dias 2 e 6 de Maio na Marinha Grande e em Porto de Mós.

Com esta SEMANA, pretendeu-se contribuir para a promoção e divulgação da temática – EMPREENDEDORISMO - abrangendo diversos públicos alvo, desde os mais novos, a jovens empreendedores, empresários e investidores, tendo-se estruturado o programa do evento de forma a que cada dia fosse dedicado a uma temática específica:

 

CURSO DE EXCELÊNCIA PESSOAL “I HAVE THE POWER”

 

Assim, sob o mote “ O Empreendedorismo ensina-se?!” a semana teve início com a realização do Curso de Excelência Pessoal “I Have the Power”, orientado pelo Dr Adelino Cunha da empresa Solfut.

 

Em ambiente descontraído e estimulante, o curso visou desenvolver e reforçar as capacidades pessoais dos participantes, identificando as características dos verdadeiros vencedores, ensinando técnicas e estratégias de desempenho pessoal para agir de forma a mudar a qualidade de vida, colhendo uma grande satisfação por parte dos participantes da iniciativa.

 

WORKSHOP “EMPREENDEDORISMO JOVEM – IDEIAS EM MOVIMENTO”

 

Na convicção de que o espírito empreendedor também se educa e pode ser estimulado desde muito cedo, o dia 3 foi dedicado aos mais jovens tendo-se realizado o workshop de sensibilização para o empreendedorismo: “Empreendedorismo Jovem – Ideias em Movimento”.

 

Com actividades eminentemente práticas, capazes de induzir a criatividade e o espírito empreendedor dos jovens, alunos de sete Escolas Secundárias e Profissionais da Região, a actividade contou com a dinamização do Professor Manuel Silvestre da Universidade de Aveiro e da Dra Marta Fino do Núcleo de Leiria da ANJE, além da equipa do Projecto Pense Indústria.

 

Aos jovens foi lançado o desafio de desenvolverem uma ideia de produto inovador, amigo do ambiente e com potencial de mercado. As ideias apresentadas demonstraram a capacidade criativa dos jovens participantes e a actividade constituiu um momento de grande divertimento para todos os presentes, culminando com a entrega de prémios e lembranças aos mais de cinquenta alunos, um lanche convívio com a actuação do Grupo percussionista Tocandar e de alunos de Animação Cultural da EPAMG.

 

JANTAR DE ABERTURA OFICIAL

 

Na noite do dia 3 realizou-se na OPEN o Jantar de Abertura, que contou com o testemunho do empresário Pedro Pissara, Presidente Executivo da BIOTECNOL, que transmitiu aos cerca de 50 convidados presentes a sua visão do que é ser empreendedor em Portugal, as dificuldades e as oportunidades, relatando a sua bem sucedida experiência empreendedora num sector exigente e competitivo como é o da Biotecnologia e relevando a importância de os novos projectos serem pensados a uma escala global.

 

O orador enfatizou ainda a sua convicção de que a competitividade das empresas portuguesas terá de passar necessariamente por uma aposta forte na inovação, no conhecimento e na preserverança dos Empreendedores.

 

ASSINATURA E APRESENTAÇÃO DO PAINEL “O FAZER”

 

Com um significado muito especial para a OPEN, no arranque do dia 4, o Cartoonista Miguel (Pedro Miguel Veloso) procedeu à assinatura e apresentação pública do Painel “O Fazer”. Trata-se de uma reprodução em grande formato de um cartoon, que por feliz e significativa coincidência, foi publicado na Revista “Pública” na edição de Domingo 21 de Agosto de 2005 do Jornal PUBLICO, ou seja, no domingo que precedeu a inauguração oficial do Edifício OPEN.

 

Não só pela feliz coincidencia, mas principalmente pela importante mensagem que contém, o cartoon foi adoptado pela OPEN como emblemático, traduzindo o espírito que deve guiar os verdadeiros empreendedores, merecendo, como tal, particular destaque na entrada principal do edificio da Incubadora.

 

EXPOSIÇÃO DE PROJECTOS EMPREENDEDORES E WORKSHOP “COMO VENDER UM PROJECTO A UMA CAPITAL DE RISCO”

 

O dia 4 de Maio teve por mote “Ideias eu tenho…e Capital? E Investidores”, e teve por objectivo apresentar novos projectos empreendedores, quer em áreas tecnológicas, quer em sectores tradicionais, procurando promover o contacto entre empreendedores e investidores.

 

Assim, teve lugar na OPEN uma “Exposição de Projectos de Empreendedores”, com 15 projectos oriundos de diversas Universidades do país, ADI, IAPMEI-ICEP e outras incubadoras, além dos projectos em pré-incubação na OPEN. Os promotores tiveram oportunidade de expor os seus projectos, produtos e protótipos, e de uma forma informal discuti-los com potenciais parceiros financeiros e business angels.

 

Assiste-se hoje a um maior envolvimento e interesse crescente, por parte das Capitais de Risco e Clubes de Business Angels, no investimento em empresas nascentes. Os promotores desses projectos empresariais revelam muitas das vezes lacunas ao nível da preparação dos respectivos Planos de Negócio e na forma como abordam os potenciais investidores. Por forma a aumentar a eficácia da abordagem por parte dos promotores às Sociedades de Capital de Risco foi realizado o Workshop “Como vender um Projecto a uma SCR”, com a intervenção do Dr Victor Martins da PME Investimentos, extremamente incentivadora, esclarecedora e participada por cerca de 50 empreendedores presentes.

 

WORKSHOPS SOBRE OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO EM SECTORES TRADICIONAIS

 

Outra vertente do empreendedorismo em destaque no dia 4 foi o Micro-Empreendedorismo através da apresentação num workshop de vários casos de projectos empreendedores inovadores em sectores tradicionais como os vinhos, queijos e outros produtos agro-alimentares. Foram assim apresentados os Case Studies protagonizados pela Enoforum, promotora de vinhos alentejanos, Filipa Pato, jovem enóloga com produção nas Regiões das Bairrada e Dão e o Projecto Douro Boys, responsável pelo novo panorama na produção de vinhos de excelência na Região Demarcada do Douro. Assistiu-se ainda à apresentação da Empresa Mediberian, promotora de um portal de comercialização e promoção de produtos tradicionais e biológicos certificados, com destaque para o prestigiado Queijo de Serpa. Houve oportunidade de discutir o empreendedorismo nestas áreas tradicionais, revisitando-as segundo lógicas modernas, em que o design, a qualidade e novos conceitos de promoção e distribuição são factores de alavancagem de novas oportunidades de criação de empresas.  

 

Ficou patente a ideia que o empreendedorismo e a inovação não são exclusivos dos sectores tecnológicos e Portugal e a nossa Região devem aproveitar o potencial e as oportunidades que têm nos seus produtos naturais e no seu artesanato. Esta acção contou com a participação activa e o apoio do ICEP.

 

JANTAR DEBATE “SER BUSINESS ANGEL EM PORTUGAL”

 

Numa segunda abordagem à importância da dinamização de uma rede regional de business angels realizou-se um jantar debate em que foi discutido o papel dos business angels enquanto “padrinhos” de novos projectos empresariais de elevado potencial, promovidos por empreendedores sem grande experiência de gestão e com parcos recursos financeiros.

 

O Jantar contou com o testemunho do Dr Trigo da Roza, Director-Geral da recém constituída Associação Portuguesa de Business Angels, que destacou, além do apoio financeiro aos projectos emergentes, numa fase menos apetecível para as SCR, o papel dos Business Angels no “acarinhamento” dos novos promotores, baseado na experiência e nos conhecimentos dos empresários e investidores padrinhos.

 

Esta acção pretendeu sensibilizar a comunidade empresarial local para um papel mais activo no empreendedorismo, no incentivo e estímulo aos novos empreendedores.

 

MESA REDONDA “EMPREENDEDORISMO A PARTIR DAS UNIVERSIDADES E CENTROS DE SABER”

 

No programa do evento, a manhã do dia 5 de Maio esteve reservada para as questões relacionadas com o empreendedorismo a partir das Universidades e outros Centros de Saber, contando com a participação de mais de 50 participantes, entre os quais professores, alunos, investigadores e empresários.

 

Foi realizada uma Mesa Redonda sobre o “Empreendedorismo a partir das Universidades e Centros de Saber”, contando com um painel de especialistas na temática:

 
  • Prof. Joaquim Borges Gouveia -  Presidente do Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial da Universidade de Aveiro, reputado especialista com trabalho reconhecido internacionalmente na área do empreendedorismo.
  • Prof. Luis Osório – Coordenador do Departamento de Engenharia Electrónica e Telecomunicações e de Computadores do ISEL, líder de vários projectos de investigação aplicada em colaboração com o meio empresarial.
  • Prof. Luís Camarinha Matos – Coordenador do Centro de Robótica da Uninova – Instituto de Desenvolvimento de Novas Tecnologias da Universidade Nova de Lisboa, coordenador de vários projectos com a indústria.
  • Mestre Jorge Sales Gomes – Administrador da Brisa responsável pela área de Inovação, com vários projectos desenvolvidos em cooperação com o Ensino Superior e vários estudos publicados sobre a indústria da Região.
 
 
 
 

As intervenções permitiram enquadrar o Empreendedorismo, a inovação e a investigação feita pelos alunos e grupos de trabalho, no sentido de potenciar os seus resultados através da criação de empresas inovadoras de grande potencial. Houve ainda a oportunidade de visitar uma exposição de posters realizados por alunos e investigadores do ISEL que apresentam o resultado de diversos projectos desenvolvidos em cooperação com empresas nacionais, já com implementação e resultados no terreno.

 

FEIRA DO EMPREENDEDOR JOVEM

 

A semana terminou com a realização do “Dia do Jovem Empreendedor”, em que alunos de diversas escolas da Região tiveram a oportunidade de pôr em prática a sua capacidade empreendedora, numa feira realizada no Jardim Municipal de Porto de Mós. Esta iniciativa contou ainda com a participação de um grupo de estudantes de animação da EPAMG e a actuação das Orquestras Juvenis da Marinha Grande e Amieirinha, numa logica de cooperação e desenvolvimento de oportunidades tambem na área das actividades culturais, que a OPEN tem em carteira para o próximo futuro.

 

CONCLUSÃO

 

Em jeito de balanço pode considerar-se o resultado desta semana como bastante positivo. Foi de facto uma semana em que o empreendedorismo esteve na ordem do dia, sendo certo que a segunda  edição reforçou o efeito de demonstração da edição anterior e virá a ser replicado em iniciativas futuras da OPEN, numa dinâmica que se prevê crescente nos próximos tempos. A SEMANA contou, no conjunto das diversas actividades com cerca de 400 participantes, destacando-se quase duas centenas de alunos de Escolas Secundarias e Profissionais da Região e estudantes finalistas do Ensino Superior, 20 promotores de novos projectos empresariais, professores, investigadores, além de dezenas de investidores, empresários e representantes de diversas instituições e projectos de apoio ao Empreendedorismo.

 

A Semana do Empreendedorismo continuará a realizar-se anualmente entre o final de Abril e o princípio de Maio.

Até para o ano!

Image00086913.jpg Image00080090.jpg 89 21 Image00034315.jpg Image00088960.jpg Image00033485.jpg Image00032500.jpg Image00083431.jpg 01


 Copyright © 2007 OPEN - All rights reserved.
 Developed by Centimfe

Ferramentas Pessoais
Parcerias: Com o Apoios de:
This site was design and implemented by CENTIMFE. Feito com Plone CMS, o Software Livre para Gestão de Conteúdos

Este sítio está em conformidade com as seguintes normas:

  • Secção 508
  • WCAG
  • XHTML válido
  • CSS válido
  • Pode ser usado em qualquer navegador